Consolidação de Contas

DURAÇÃO: 14H 

MODALIDADE

Presencial

Apresentação

Ao entrar em vigor do Decreto-Lei n.º 158/2009, de 13 de julho, o qual aprovou o Sistema de Normalização Contabilística (SNC), foi redefinido o quadro legal da elaboração de demonstrações financeiras consolidadas, designadamente as condições de obrigatoriedade, dispensa e exclusão.
A consolidação de demonstrações financeiras é uma técnica contabilística que visa apresentar as contas de um grupo empresarial como se de uma única entidade económica se tratasse.
Devido à possibilidade de existência de transações entre as empresas do grupo, de participações de capital cruzadas e de diferentes percentagens de capital detido, o processo de consolidação pode ser extremamente complexo.

Destinatários|as

Diretores Financeiros e Contabilísticos com funções e responsabilidades ao nível da gestão e fiscal das suas empresas e Organizações, colaboradores nos departamentos e áreas contabilístico-financeiros, bem como todos aqueles que pretendam aprofundar os seus conhecimentos nestas áreas.

Objectivos Gerais

Avaliar as regras de uniformização dos princípios contabilísticos e critérios de valorimetria antes da consolidação.
Saber como preparar as demonstrações financeiras consolidadas e separadas.
Determinar os ajustamentos e reclassificações da consolidação.
Analisar os métodos de contabilização dos investimentos financeiros.

Conteúdos Programáticos

  • 1. Consolidação de Contas
  • 1.1. Entidades obrigadas a elaborar contas consolidadas
  • 1.2. Harmonização Contabilística
  • 1.3. Decreto-Lei n.º 158/2009, de 13 de julho.
  • 1.4. IAS 24 – Divulgações de Partes Relacionadas.
  • 1.5. IAS 28 – Investimentos em Associadas e Interesses em Empreendimentos Conjuntos.
  • 1.6. IFRS 3 – Concentrações de atividades empresariais.
  • 1.7. IAS 27 -Demonstrações financeiras consolidadas e separadas.
  • 1.8. Perímetro de consolidação
  • 1.9. Inclusão.
  • 1.10. Partes relacionadas.
  • 1.11. Percentagem de controlo e de interesse.
  • 1.12. Dispensa.
  • 1.13. Exclusão.
  • 1.14. Exclusão com base nas atividades.
  • 1.15. Exclusão com base na materialidade.
  • 1.16. Exclusão com base nos obstáculos ou restrições à consolidação.
  • 1.17. Investimentos em subsidiárias
  • 1.18. Relação empresa mãe/ subsidiárias.
  • 1.19. Percentagens de interesse e percentagens de controlo.
  • 1.20. Definição do perímetro de consolidação.
  • 1.21. Identificação dos interesses minoritários.
  • 1.22. Concentrações de atividades empresariais
  • 1.23. Contabilização pela aplicação do método de compra.
  • 1.24. Custo de uma concentração de atividades empresariais.
  • 1.25. Goodwill e goodwill negativo.
  • 1.26. Testes de imparidade ao goodwill.
  • 1.27. Métodos de Consolidação
  • 1.28. Método de Consolidação Integral.
  • 1.29. Método de Consolidação Proporcional.
  • 1.30. Método de Equivalência Patrimonial (MEP).
  • 1.31. Procedimentos contabilísticos de consolidação
  • 1.32. Datas relevantes no processo de consolidação.
  • 1.33. Harmonização das demonstrações financeiras das entidades do grupo.
  • 1.34. Eliminação das participações financeiras, reconhecimento do goodwill e interesses minoritários.
  • 1.35. Eliminação das transações e saldos intragrupo.
  • 1.36. Eliminação das margens de lucro em inventários e ativos fixos.
  • 1.37. Ajustamentos baseados no justo valor à data da concentração.
  • 1.38. Impostos diferidos na consolidação de contas.
  • 1.39. Prestação de contas consolidadas
  • 1.40. Relatório e Contas Consolidado.

Outras Informações

Este curso pode ser realizado na(s) seguinte(s) localidade(s):

  • Guimarães
A definir

Habilitações académicas: (requisito obrigatório)

Grau académico mínimo: 9º Ano (completo)

Situação profissional:

Todas as situações profissionais são admitidas.

Coordenador/a Científico/a

A definir

Formadores/as

A definir

Preço

Sob orçamento

Condições de pagamento:

 

Localidades

Este curso pode ser realizado na(s) seguinte(s) localidade(s):

  • Guimarães

Requisitos mínimos de participação

Habilitações académicas: (requisito obrigatório)

Grau académico mínimo: 9º Ano (completo)

Situação profissional:

Todas as situações profissionais são admitidas.