Aplicação de Produtos Fitofarmacêuticos

Formador/a: A definir

Sob Consulta

Aplicação de Produtos Fitofarmacêuticos

Pedir informações »

Pedir informações »

APF 35

Description

A Lei n.º 26/2013, de 11 de abril define a habilitação necessária para ser Aplicador de Produtos Fitofarmacêuticos de uso profissional e exige a obtenção de um Certificado de Formação em aplicação de produtos fitofarmacêuticos (APF), reconhecido pelas Direções Regionais de Agricultura e Pescas, com a emissão de cartões de identificação personalizados, vulgo Cartões de Aplicador. Neste contexto, todas as pessoas que pretendam comprar, transportar e aplicar Produtos Fitofarmacêuticos deverão frequentar com aproveitamento uma ação do curso “Aplicação de produtos fitofarmacêuticos”.

Objetivos Gerais
Capacitar os participantes para a manipulação e aplicação segura de produtos fitofarmacêuticos, minimizando os riscos para o aplicador, o ambiente, espécies e organismos não visados e o consumidor, de acordo com os princípios da proteção integrada.
Programa
1. Introdução à Ação (1 h), 2. BLOCO I – Princípios gerais de proteção das culturas (6 h), 3. BLOCO II – Segurança na utilização de produtos fitofarmacêuticos, sistemas regulamentares e redução (11 h), 4. BLOCO III – Material de aplicação (12 h), 5. BLOCO IV – Armazenamento, transporte e acidentes com produtos fitofarmacêuticos (3 h), 6. Avaliação e Encerramento (2 h)
Destinatários/as
Participantes Máx. 16 – Idade mínima 16 Anos Habilitação literária Escolaridade mínima obrigatória Outras: Podem ser aceites formandos que não disponham da escolaridade mínima, desde que comprovem saber ler, escrever e interpretar um texto.
Pré-Requisitos
> 16 anos. Escolaridade minima obrigatória. Nota: Podem ser aceites formandos que não disponham da escolaridade minima desde que comprovem saber ler, escrever e interpretar um texto
Formador/a
A definir
Coordenador Pedagógico
Mariza Moreira
Metodologias de Formação
Ativa, centrada no participante, utilizando diversas técnicas de ensino como, exposição dialogada, demonstração, simulação, estudo de casos e trabalhos de grupo.
Métodos de Avaliação
Nos diferentes módulos, de forma agrupada ou em cada um, é efetuada avaliação formativa através de testes, trabalhos individuais ou em grupo. A Avaliação de Conhecimentos é composta por duas provas de natureza sumativa, uma teórica e outra prática. A prova teórica consiste num teste escrito, realizado no final da ação, incidindo sobre todas as temáticas do curso, devendo ter no mínimo dez perguntas. A prova prática, igualmente de natureza sumativa, consiste numa simulação de desempenho, na qual os formandos devem, em função de uma cultura, um inimigo, um produto fitofarmacêutico e de máquinas de aplicação, ser avaliados quanto ao desempenho das seguintes operações: Selecionar o material de aplicação adequado; Calcular as doses, concentrações e volumes de calda a aplicar; Calibrar, regular e operar corretamente o trator e a máquina de aplicação ou o equipamento manual; Aplicar o produto fitofarmacêutico de forma segura, minimizando os riscos para o aplicador, o ambiente, as espécies e organismos não visados e o consumidor. A prova prática é realizada nas sessões de prática simulada dos módulos do Bloco III. As provas de avaliação de conhecimentos são concebidas, realizadas e avaliadas pelo formador ou formadores.
Certificação
Serão considerados aprovados, os formandos que tenham tido assiduidade ao curso e que obtenham uma pontuação final, resultante da média das pontuações obtidas na avaliação das provas sumativas realizadas (teórica e prática), igual ou superior a 10 valores. As provas são todas pontuadas de 0 a 20 valores. Aos formandos com uma pontuação final igual ou superior a 10 valores, será atribuída a classificação final "Com aproveitamento".
Mais informação