Aprender a Ouvir e a Falar – o trabalho da Oralidade na Sala de Aula

Formador/a: A definir

Sob Consulta

Aprender a Ouvir e a Falar – o trabalho da Oralidade na Sala de Aula

Pedir informações »

Pedir informações »

PED/AOF

Description

O domínio da oralidade (na sua compreensão e na sua expressão) assume um papel importante nas nossas vidas e pode constituir-se como um fator inibitório ou exponenciador da integração social e do sucesso de cada indivíduo. A sua aprendizagem e desenvolvimento requer um ensino explícito, rigoroso e cuidado.

Objetivos Gerais
Este curso pretende levar os participantes a implementar um trabalho específico e consistente tendo em vista a proficiência dos alunos no domínio da compreensão e da expressão oral.
Programa
1. Desenvolvimento da linguagem e consciência linguística (6 h), 2. O ensino explícito e a aprendizagem da oralidade (0 h)
Destinatários/as
Professores do 1.º e do 2.º ciclo do Ensino Básico, outros Educadores.
Pré-Requisitos
Este curso não apresenta pré-requisitos
Formador/a
A definir
Coordenador Pedagógico
Mariza Moreira
Metodologias de Formação
Todas as ações de formação abrangem métodos e técnicas de formação diversificadas, adequadas pelos formadores às características dos formandos, aos conteúdos a abordar e ao momento formativo. Recorremos sempre a metodologias adequadas aos adultos. Nesse sentido, a formação é desenvolvida com uma componente essencialmente prática, tendo em conta os interesses e as motivações do formando, de modo a permitir-lhe aperfeiçoar os seus saberes e capacidades, rentabilizando-as em todas as esferas da sua vida. Por estes motivos, privilegiamos a utilização de metodologias não-diretivas, nomeadamente, de métodos ativos, uma vez que estes facilitam a responsabilidade a autonomia do formando na construção dos saberes, envolvendo-o na pesquisa, análise, reflexão e resolução de situações-problema.
Certificação
O Certificado Profissional da INCURSO é emitido no fim da formação através do Sistema de Informação e Gestão da Oferta Educativa e Formativa (SIGO), na área criada especificamente para o registo das ações de formação não inseridas no Catálogo Nacional de Qualificações, ao abrigo do n.º 6 do artigo 7.º do Decreto-Lei n.º 396/2007, de 31 de Dezembro e Portaria n.º 474/2010, de 8 de Julho, ficando associado ao Passaporte Qualifica - Registo Individual de Competências do formando.
- No final do curso os formandos que obtiverem registarem assiduidade mínima de 80% e aproveitamento têm direito a um Certificado de Formação Profissional conforme legislação em vigor.
- Os formandos sem assuidade mínima e/ ou aproveitamento recebem uma Declaração de Frequência de Formação Profissional, na qual onde constará carga horária e módulos da formação.
Mais informação