Capacitação Digital de Docentes – Nível 2

Formador/a: A definir

Sob Consulta

Capacitação Digital de Docentes – Nível 2

Pedir informações »

Pedir informações »

163/CDD

Description

A capacitação digital dos docentes é determinante para o desenvolvimento de modelos inovadores associados aos processos de ensino e de aprendizagem. A Resolução do Conselho de Ministros n.º 30/2020 que aprova o Plano de Ação para a Transição Digital prevê um investimento nas competências digitais (CD) dos docentes e dos formadores. Considera-se, assim, fundamental que os docentes desenvolvam a CD necessária para poderem exercer uma cidadania ativa e usar as tecnologias digitais em contexto profissional, pedagógico e didático, promovendo, posteriormente, o desenvolvimento da CD dos alunos. Integrada num plano de formação em 3 níveis de proficiência digital, esta formação inspira-se nas competências iniciais do Quadro de Referência DigCompEdu.

Objetivos Gerais
Esta ação de formação pretende desenvolver com os docentes de nível 2 (B1/B2 do DigCompEdu) um conjunto de conhecimentos e estratégias que lhes permita desenvolver CD do nível seguinte (C1/C2 do DigCompEdu.
Programa
1. Capacitação Digital de Docentes - Nível 2 (50 h)
Destinatários/as
Os Professores que obtiveram o nível 2 de proficiência no diagnóstico frequentam a Oficina de Capacitação Digital Docente NÍVEL 2
Pré-Requisitos
Este curso não apresenta pré-requisitos. Os formandos devem ter proficiência de nível 1 no âmbito da capacitação digital de docentes
Formador/a
A definir
Coordenador Pedagógico
Mariza Moreira
Metodologias de Formação
As sessões presenciais são destinadas à exploração do DigCompEdu e reflexão sobre a articulação entre as áreas de competência; à realização de atividades práticas de partilha, suportadas por um ambiente colaborativo; à exploração de ferramentas digitais para o desenvolvimento de atividades de aprendizagem promotoras da colaboração, comunicação e avaliação; à planificação e criação de atividades a implementar na escola, que promovam o desenvolvimento das CD docente e, simultaneamente, dos alunos; à reflexão crítica sobre o desenvolvimento profissional docente. Em específico, na componente de trabalho autónomo, pretende-se assegurar a implementação das atividades planificadas nas sessões presenciais, em situações reais de ensino-aprendizagem com alunos, articulando o DigCompEdu com o respetivo currículo, e a reflexão sobre as práticas desenvolvidas. Na última sessão, os formandos apresentarão os resultados dessas atividades, com evidências, proporcionando-se a discussão e a partilha.
Métodos de Avaliação
Participação/contributos e o trabalho final individual elaborado e apresentado pelos formandos.
Certificação
O Certificado Profissional da INCURSO é emitido no fim da formação através do Sistema de Informação e Gestão da Oferta Educativa e Formativa (SIGO), na área criada especificamente para o registo das ações de formação não inseridas no Catálogo Nacional de Qualificações, ao abrigo do n.º 6 do artigo 7.º do Decreto-Lei n.º 396/2007, de 31 de Dezembro e Portaria n.º 474/2010, de 8 de Julho, ficando associado ao Passaporte Qualifica - Registo Individual de Competências do formando.
- No final do curso os formandos que obtiverem registarem assiduidade mínima de 80% e aproveitamento têm direito a um Certificado de Formação Profissional conforme legislação em vigor.
- Os formandos sem assuidade mínima e/ ou aproveitamento recebem uma Declaração de Frequência de Formação Profissional, na qual onde constará carga horária e módulos da formação.
Mais informação