As STEAM no Pré-Escolar

Formador/a: A definir

Sob Consulta

As STEAM no Pré-Escolar

Pedir informações »

Pedir informações »

PED/STEAM

Description

STEAM é um conceito integrador do conhecimento e práticas disciplinares das várias disciplinas envolvidas, ao qual os indivíduos recorrem para gerar ou validar novos conhecimentos, soluções para problemas ou produtos (Kelley e Knowles, 2016, p. 3) e serviços. STEAM na Educação pode ser descrita como uma meta-disciplina que convoca de forma integrada conhecimentos, capacidades, atitudes e valores das disciplinas que a compõem, bem como a individualidade de Professores e Alunos, ampliando a sua agência através do desenvolvimento de competências para a resolução de problemas ou aspirações locais e globais, melhorando o bem-estar individual e social.

A abordagem STEAM (Science, Technology, Engineering, Art and Mathematics) à Educação promove aprendizagens mais relevantes e significativas porque ocorrem em ambientes educativos mais ricos e inovadores. A introdução desta abordagem constitui uma oportunidade para aprendizagens integradas.

Objetivos Gerais
Conhecer a metodologia STEAM e suas aplicações ao contexto pré-escolar;
Aplicar diferentes formas de intervenção educativa no domínio das tecnologias. Produzir e editar apresentações multimédia integradas numa abordagem STEAM;
Programar e criar aplicações, jogos ou histórias interativas. Compreender o papel do Aluno e do Professor e a importância da colaboração na aprendizagem.
Objetivos Especificos
Promover a inovação no processo de ensino e aprendizagem.
Conhecer práticas pedagógicas de utilização das STEAM em idade pré-escolar.
Fomentar a integração das STEAM na aprendizagem dos diversos conteúdos e competências.
Integrar a abordagem STEAM nos Decretos-Leis 54 e 55/2018 de 6 de julho, Perfil dos Alunos à Saída da Escolaridade Obrigatória e Estratégia Nacional de Educação para a Cidadania.
Incentivar a utilização de novas tecnologias e a cultura da literacia digital
Criar recursos pedagógico para integração das STEAM
Promover o trabalho colaborativo entre docentes
Programa
1. Enquadramento da Metodologia STEAM no Jardim de Infância
2. As Tecnologias nas Educação
3. A Matemática e a Arte no Jardim de Infância
4. Educação para as Ciências e Engenharia
5. Projeto
Destinatários/as
Educadores de infância, Técnicos de Ação Educativa e Auxiliares de Educação
Pré-Requisitos
Este curso não apresenta pré-requisitos
Formador/a
A definir
Coordenador Pedagógico
Mariza Moreira
Metodologias de Formação
Todas as ações de formação abrangem métodos e técnicas de formação diversificadas, adequadas pelos formadores às características dos formandos, aos conteúdos a abordar e ao momento formativo. Recorremos sempre a metodologias adequadas aos adultos. Serão utilizadas diferentes metodologias de formação, como método expositivo; interrogativo, demonstrativo e ativo. Simultaneamente serão trabalhadas as técnicas de: debate, brainstorming e trabalhos práticos individuais. Nesse sentido, a formação é desenvolvida com uma componente essencialmente prática, tendo em conta os interesses e as motivações do formando, de modo a permitir-lhe aperfeiçoar os seus saberes e capacidades, rentabilizando-as em todas as esferas da sua vida.
Métodos de Avaliação
Em termos de avaliação, enquanto componente do processo formativo, procura-se garantir um sistema formal e rigoroso de avaliação, beneficiando as seguintes metodologias: Avaliação diagnóstica; Avaliação contínua: Avaliação sumativa; Avaliação de desempenho dos formadores; Avaliação da formação – questionários de satisfação do formando e formadores.
Certificação
O Certificado Profissional da INCURSO é emitido no fim da formação através do Sistema de Informação e Gestão da Oferta Educativa e Formativa (SIGO), na área criada especificamente para o registo das ações de formação não inseridas no Catálogo Nacional de Qualificações, ao abrigo do n.º 6 do artigo 7.º do Decreto-Lei n.º 396/2007, de 31 de Dezembro e Portaria n.º 474/2010, de 8 de Julho, ficando associado ao Passaporte Qualifica - Registo Individual de Competências do formando.
- No final do curso os formandos que obtiverem registarem assiduidade mínima de 80% e aproveitamento têm direito a um Certificado de Formação Profissional conforme legislação em vigor.
- Os formandos sem assuidade mínima e/ ou aproveitamento recebem uma Declaração de Frequência de Formação Profissional, na qual onde constará carga horária e módulos da formação.
Mais informação